Destaque

Veja quais atrativos chamaram atenção do São Paulo para contratar joia uruguaia

O São Paulo está animado com a possibilidade de contar com Gonzalo Carneiro em seu elenco. O uruguaio de 22 anos foi uma indicação do compatriota e superintendente de relações institucionais do Tricolor, Diego Lugano conta com a aprovação da comissão técnica do clube e está com o contrato por vencer com o Defensor Sporting, de Montevidéu. Essa “oportunidade de mercado” com um jovem de potencial é o que mais atrai a diretoria paulista.

Carneiro não aceitou as propostas de renovação com o Defensor e esperava ser negociado já no início do ano, quando o Grêmio ficou bem perto de comprá-lo. Não houve acordo financeiro entre os clubes e a demora para o centroavante se recuperar de uma pubalgia – ele não entra em campo desde novembro de 2017 – travaram as conversas. Hoje, o estafe do atleta assegura que a lesão está bem cuidada e, com o vínculo com o Defensor perto do fim, uma saída é cada vez mais viável e barata para quem quiser compra-lo.

As características do uruguaio se encaixam no estilo de jogo que o São Paulo tenta praticar. Diego Souza, por exemplo, falou após a vitória sobre o São Caetano na última terça-feira que os centroavantes do elenco têm missões além de marcar os gols: eles precisam abrir espaços e segurar bolas para que os meias e pontas se aproximem do ataque.

Segundo o jornalista Rodrigo Vázquez, do site uruguaio Sport 890, essa é exatamente a maior virtude de Carneiro. “É um excelente jogador. Tem bons quesitos técnicos, boa velocidade, boa finalização e vai bem no mano a mano. Não faz tantos gols, mas é um bom pivô”, explica Vázquez. Chamou muito a atenção do Tricolor ainda a rapidez do centroavante, mesmo medindo 1,91 m de altura. A proporção “tamanho x explosão” é vista como uma semelhança com Adriano, o Imperador, que passou pelo Morumbi com destaque em 2008.

A postura profissional e o comportamento pessoal de Carneiro também recebem muitos elogios no Uruguai. O centroavante é visto como uma das principais promessas do país, embora tenha demorado para deslanchar como profissional – estreou em 2016, mas só teve sequência na temporada passada. Até aqui, disputou 41 partidas e marcou 13 gols. Curiosamente, 13 também é o número de cartões amarelos na carreira, além de um vermelho.


O empresário do centroavante é Pablo Betancour, visto como um dos mais poderosos no Uruguai. O agente tem perfil agressivo para negociar e conseguir bons contratos para seus clientes e cede pouco aos movimentos dos dirigentes durante as tratativas. Mas a presença de Lugano na diretoria do São Paulo pode tornar o caminho menos árduo. Uma pessoa próxima aos dois diz que Betancour nutre muito respeito pelo ídolo uruguaio e tricolor.

Fonte:

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mais em Destaque

LEIA OS PRINCIPAIS PONTOS DA COLETIVA DE ÉVERTON, RAÍ E O PRESIDENTE LECO

saopauloadmin18 de Abril de 2018

Everton pode ser regularizado nesta quarta pelo São Paulo

saopauloadmin18 de Abril de 2018

Sidão vê São Paulo mais cascudo: ‘Vimos que vale a pena o sacrifício’

saopauloadmin17 de Abril de 2018

Com gol do aniversariante Bruno Alves, Tricolor arranca com vitória no Brasileiro

saopauloadmin17 de Abril de 2018

São Paulo recebe o Fortaleza, de Ceni

saopauloadmin16 de Abril de 2018

Marcos Guilherme tem futuro incerto no São Paulo

saopauloadmin15 de Abril de 2018

R$ 20 milhões da Globo ajudaram São Paulo a ter Everton e pensar outro reforço de peso

saopauloadmin14 de Abril de 2018

Espírito de Rosario para o Brasileiro

saopauloadmin13 de Abril de 2018

Tricolor supera expulsão injusta e arranca empate na Argentina

saopauloadmin13 de Abril de 2018