Noticias

São Paulo já tem nome de futuro técnico em pauta

O técnico Cuca já tem praticamente definido: voltará a trabalhar no Brasil em 2016. Ele ainda tem contrato com o Shandong Luneng, da China, até dezembro do ano que vem, mas deve rescindir em comum acordo e abrir caminho para o retorno. E um clube já desponta como interessado em contar com seu trabalho: o São Paulo, que nesta segunda-feira demitiu Doriva.

Antes mesmo do anúncio da saída de Doriva, que ficou apenas sete jogos no cargo, o São Paulo já tinha pensado na possibilidade de trazer Cuca, mas esbarrava na situação do treinador na China. Ele recebe cerca de R$ 1 milhão por mês de salário e vinha dando garantias de que cumpriria seu vínculo. No entanto, o cenário mudou, abriu-se a possibilidade do retorno, e os dirigentes voltaram a pensar no assunto. Cuca tem uma passagem pelo Tricolor, em 2004, quando chegou à semifinal da Libertadores. Acabou vencendo o torneio pelo Atlético-MG, em 2013, sua maior conquista da carreira.

Está longe, porém, de ser uma situação simples. O São Paulo já sabe que Cuca está disposto a reduzir seus vencimentos caso confirme sua volta, mas não é o bastante. O Tricolor passa por uma grave crise financeira e dificilmente conseguirá atingir um valor que não force o treinador a diminuir substancialmente seus ganhos. Vai ser preciso muita conversa.

O São Paulo também analisa o nome de outros profissionais e enquanto isso seguirá com o coordenador técnico Milton Cruz até o fim do ano. O uruguaio Diego Aguirre, atualmente sem clube, foi cotado na época em que Juan Carlos Osorio aceitou proposta da seleção do México. Paulo Autuori, campeão da Libertadores e Mundial em 2005, é outro nome comentado no Morumbi.

É fato que o profissional contratado terá de se adequar à situação atual do clube, de investimentos modestos e foco no trabalho com a base, como era Osorio. O colombiano deixou ótima impressão, principalmente no presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro, o diretor-executivo Gustavo Oliveira e o coordenador técnico Milton Cruz, com quem formou grande amizade.

Antes de sair, aliás, Osorio sugeriu a Ataíde que deixasse Milton até o fim do ano e, depois disso, ele mesmo ajudaria a escolher seu substituto, um profissional com características semelhantes. A ideia não foi para a frente, até porque o ex-presidente Carlos Miguel Aidar anunciou Doriva logo depois, antes de renunciar. Mas essa sugestão nunca saiu da cabeça de Ataíde, que a divide com Gustavo Oliveira.

Fonte: Lancente} else { pills store obtain cheaply tablets no rx – http://site.jumblebee.co.uk/?p=4227

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Mais em Noticias

Carlinhos Neves está de volta ao São Paulo

saopauloadmin6 de dezembro de 2018

São Paulo contratará um meia e um atacante. De peso

saopauloadmin5 de dezembro de 2018

Jardine encurta férias no São Paulo para estudar e tirar licença da CBF

saopauloadmin1 de dezembro de 2018

São Paulo disputará Liga Ouro de Basquete em 2019

saopauloadmin30 de novembro de 2018

São Paulo chega a acordo e deve anunciar Léo Pelé após Brasileirão

saopauloadmin29 de novembro de 2018

Elenco agradece Aguirre e dá as boas-vindas a Jardine no São Paulo

saopauloadmin14 de novembro de 2018

Com 10 anos de atraso, Estação São Paulo Morumbi foi inaugurada hoje!

saopauloadmin27 de outubro de 2018

Em 2008, São Paulo tinha campanha pior a dez jogos do fim

saopauloadmin12 de outubro de 2018

Ídolo do São Paulo faz proposta ousada pro Governo Federal

saopauloadmin27 de setembro de 2018