Destaque

Petros e Militão não treinam, mas estão confirmados no jogo de quarta

Petros e Militão não treinaram nesta segunda-feira, mas jogarão na quarta-feira, contra o Fluminense, no Maracanã. Essa é a programação da comissão técnica do São Paulo, que poupo ambos da atividade desta tarde para que tratassem de problemas musculares no Reffis.

Foi constatado um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda após o jogo de quarta-feira, contra o Atlético-MG. Apesar da lesão, o volante assumiu o risco, atuou a partida inteira contra o Atlético-PR, no sábado, e não agravou a contusão. Ele tratou o problema nesse domingo, dia de folga para o elenco, e seguirá no Reffis em dois períodos. É possível que nem participe de nenhum treino até a partida.

Já Militão, que sofre com dores musculares na coxa esquerda, também foi titular no sábado, mesmo com incômodo. O jogador, que tem sido escalado como lateral-direito, também mantém tratamento e não traz qualquer preocupação de desfalcar a equipe.

Ambos não participaram das atividades no campo nesta segunda-feira, mas o trabalho foi bem leve para os titulares, que participaram somente no aquecimento. Apenas Hernanes deu voltas no campo, enquanto o goleiro Sidão atuou em parte do trabalho técnico, em campo reduzido, dos reservas.


O São Paulo volta a treinar na tarde desta terça-feira, no CT da Barra Funda, mas a imprensa poderá acompanhar só o aquecimento. Na sequência, a delegação viaja para o Rio de Janeiro, onde enfrentará o Fluminense, às 21h45 de quarta-feira.

Quem não deve embarcar com a delegação devem ser o atacante Gilberto, com contratura na coxa esquerda, e o lateral-direito Bruno, com dores cervicais. Os dois também não treinaram e devem continuar em tratamento antes de ficarem à disposição do técnico Dorival Júnior. O zagueiro Lugano, com incômodo na panturrilha direita, é dúvida.

Os atacantes Morato e Wellington Nem, que operaram seus joelhos direitos e não jogam mais nesta temporada, e Brenner, que está disputando o Mundial sub-17, na Índia, serão os outros desfalques do treinador. O Tricolor, ao menos, não perdeu ninguém por suspensão.

A equipe está a dois pontos da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e trata a partida desta quarta-feira como confronto direto, já que o Fluminense também briga para afastar o risco de jogar a Série B na próxima temporada.

Fonte: Lance

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mais em Destaque

Sidão vê série no Morumbi como chance da ‘virada’ do São Paulo

saopauloadmin23 de Fevereiro de 2018

Com chegada de Régis após o Paulistão, Bruno será dispensado

saopauloadmin23 de Fevereiro de 2018

Comentaristas analisam a crise do São Paulo: “Demitir Dorival seria retroceder”

saopauloadmin23 de Fevereiro de 2018

Dorival fica, e São Paulo já adota discurso de ‘vencer ou vencer’

saopauloadmin22 de Fevereiro de 2018

Campanha contra Dorival pressiona Raí por solução

saopauloadmin22 de Fevereiro de 2018

Pressionado, Dorival Jr pode mudar esquema tático do São Paulo

saopauloadmin21 de Fevereiro de 2018

São Paulo recusa proposta do Dalian FC, da China, por Cueva

saopauloadmin20 de Fevereiro de 2018

Dorival tem aproveitamento superior ao de Ceni, mas é pior em clássicos

saopauloadmin20 de Fevereiro de 2018

Hudson deve ganhar vaga no São Paulo com a suspensão de Petros

saopauloadmin19 de Fevereiro de 2018