Destaque

Mais pegada e nível de concentração alto, as receitas do São Paulo para hoje

O torcedor são-paulino possui uma relação especial com competições continentais. Tricampeão da Copa Libertadores, o Tricolor busca retomar os tempos áureos e voltar a ser protagonista na América do Sul. Para isso, no entanto, precisa consertar os erros apresentados em jogos recentes no Morumbi. Nesta quarta, às 21h45, o São Paulo de Diego Aguirre mede forças com o Rosario Central valendo vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana. O objetivo é um só: não perder a concentração durante os 90 minutos de partida.

Sob o comando do técnico Diego Aguirre, o Tricolor passou a ser mais competitivo. Apesar da melhora, a equipe foi desatenta nos jogos contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil, e Atlético-MG, pela quarta rodada do Brasileirão, e pagou caro. Em ambos, o time jogava melhor que seus adversários, vencia a partida, mas levou o empate no segundo tempo, em pleno Morumbi. Contra o Rosario, um novo deslize pode ser fatal.

– Apesar de termos feito boas apresentações, infelizmente nestes dois jogos acabamos não conseguindo sair com a vitória. Temos que aumentar ainda mais a pegada e o nível de concentração para que possamos sair de campo com a classificação – disse o goleiro e capitão Sidão ao LANCE!

Depois de ter empatado sem gols na Argentina, o São Paulo joga por qualquer vitória para avançar na competição. Em caso de igualdade com gols – como aconteceu nos duelos com os paranaenses e mineiros – a vaga ficará com o Rosario. Possibilidade de pênaltis no Morumbi apenas se o duelo terminar em um novo 0 a 0.

– Todos que estão aqui sabem a importância da Copa Sul-Americana e dessa partida com o Rosario. É um título importante, que queremos buscar. O time vem crescendo na temporada, está mais cascudo, e acho que isso será fundamental pra gente conquistar nosso objetivo, que é uma vaga na próxima fase – emendou o goleiro tricolor.


No clube desde o início da última temporada, o arqueiro fará sua estreia no Morumbi em jogos continentais. Apesar de ainda não ter vivido a típica atmosfera de caldeirão na casa são-paulina em jogos organizados pela Conmebol, Sidão reconhece que o elenco tem uma responsabilidade maior em partidas como essa contra o Rosario.

– Vejo que todo jogo pelo São Paulo é muito importante e tem sempre que ser tratado como decisivo. Sabemos da ligação do torcedor com as competições sul-americanas e a tradição do clube neste tipo de confronto. Isso aumenta a nossa responsabilidade. Precisamos entrar ligados para conseguir fazer uma boa partida e sair com a classificação para a próxima fase – concluiu o capitão do Tricolor.

Fonte: Lance

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mais em Destaque

Diego Aguirre relaciona lista com 22 jogadores para duelo contra o Atlético-PR

saopauloadmin20 de outubro de 2018

Retorno de Arboleda e coletivo marcam quinta-feira na Barra Funda

saopauloadmin18 de outubro de 2018

Aguirre reúne atletas do São Paulo para conversa antes do treino

saopauloadmin17 de outubro de 2018

De gênio a burro: apesar dos erros, Aguirre não pode ser o único culpado pela má fase do São Paulo

saopauloadmin11 de outubro de 2018

Atacante admite momento delicado do SP, mas afirma: “Jogar a toalha jamais”

saopauloadmin9 de outubro de 2018

São Paulo treina de portões fechados, e jogadores têm conversa em busca de retomada

saopauloadmin8 de outubro de 2018

Diego Souza pode marcar 100º gol em Brasileiros no Choque-Rei

saopauloadmin6 de outubro de 2018

Bruno Peres lamenta saída do lateral: “Pessoa fantástica”

saopauloadmin5 de outubro de 2018

‘São Paulo vai brigar pelo Brasileirão até o último minuto’, avisa Lugano

saopauloadmin2 de outubro de 2018