Destaque

Dorival tem aproveitamento superior ao de Ceni, mas é pior em clássicos

Diante do Santos, no último domingo, o técnico Dorival Júnior chegou ao 35º jogo à frente do São Paulo, o mesmo número de partidas oficiais de seu antecessor, Rogério Ceni, demitido em julho do ano passado, quando o time entrou na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Para efeito de comparação, Dorival ostenta números apenas ligeiramente superiores aos de Ceni. Em 35 jogos, acumulou 15 vitórias, dez empates e dez derrotas, com um aproveitamento de 52%. Já o ex-goleiro obteve 14 triunfos, 11 empates e dez reveses, atingindo 50% dos pontos em disputa.

Pesa a favor do atual técnico, entretanto, o fato de ter ajudado a evitar o inédito descenso do São Paulo no Nacional, o que seria o maior vexame da história do clube. Se leva uma pequena vantagem no desempenho geral, Dorival vai pior em clássicos.

Em cinco jogos diante de seus arquirrivais, conquistou somente uma vitória, amargou três derrotas e empatou uma vez, registrando um aproveitamento de apenas 26%. O agora técnico do Fortaleza, por sua vez, celebrou dois triunfos, lamentou três derrotas e empatou duas vezes (38%).

Xingado pela torcida na saída do Morumbi e nas redes sociais após o duelo com o Santos, Dorival vê a pressão em torno de si aumentar a cada semana. Mesmo durante a série de quatro vitórias consecutivas, o treinador já recebia críticas externas e internas.

Para além das derrotas em clássicos, elas se referiam ao posicionamento de Diego Souza como centroavante e a uma suposta lentidão do time, que seria resultado do esquema adotado pelo treinador.


Após o San-São, o comandante reiterou que seu time está “muito próximo do ideal” e minimizou os reveses diante de seus rivais neste início de temporada – antes, em janeiro, a equipe perdeu para o Corinthians. “Se eu tivesse vencido os dois jogando mal, aí estaria muito preocupado”, frisou.

De qualquer forma, os próximos jogos vão indicar o futuro de Dorival Júnior no São Paulo. No momento, o treinador coloca o São Paulo na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, com dez pontos ganhos em sete partidas, e na terceira fase da Copa do Brasil, após vitórias sobre Madureira e CSA-AL.

Fonte: Gazeta

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mais em Destaque

Equatoriano João Rojas reforça o Tricolor

saopauloadmin24 de junho de 2018

Lugano busca reforços mas afirma: “Não adianta enganar a torcida”

saopauloadmin22 de junho de 2018

Everton: o ‘aditivo’ que faltava ao motor Tricolor

saopauloadmin20 de junho de 2018

Reforço? Após empresário anunciar proposta oficial por Rômulo, jogador posta foto no CT do São Paulo

saopauloadmin20 de junho de 2018

No melhor momento neste retorno, Hudson faz balanço e exalta Tricolor

saopauloadmin18 de junho de 2018

O que mudou no São Paulo comandado por Aguirre

saopauloadmin15 de junho de 2018

Em boa fase, Everton se torna fundamental no ataque do Tricolor

saopauloadmin14 de junho de 2018

Sonho do Vasco, Alex Teixeira pode reforçar o São Paulo, diz Diário Carioca

saopauloadmin14 de junho de 2018

Com ‘Puskas’ de Nene, Tricolor bate o Vitória e garante G4 antes da Copa

saopauloadmin13 de junho de 2018