Destaque Noticia

Diego Souza assume papel de líder e conquista grupo Tricolor

O nome de Diego Souza foi citado diversas vezes durante a apresentação de Everton Felipe, nessa quinta-feira. Além do camisa 9 ótima relação com o novo reforço nos tempos de Sport, Raí, fez questão de ressaltar a importância do camisa 9 na boa fase do Tricolor.

– O Diego Souza rapidamente se tornou um grande líder. Tem importância muito grande – resumiu Raí, diretor de futebol do Tricolor.

Apesar de não ser o dono da braçadeira, há quem aponte Diego Souza como a liderança mais importante do elenco tricolor neste momento. Diego Souza, inclusive, chamou a responsabilidade e falou com o grupo no vestiário, na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, no último domingo.

– A gente teve uma conversa uma vez, lá contra o Atlético-PR, em que a gente queria decidir onde a gente queria chegar. E onde a gente quer chegar? É hoje, aqui. Aqui dentro a gente tem a oportunidade de chegar na liderança e não sair mais, p…. Porque a gente tem a p… de um grupo aqui determinado no que quer. Então a gente tem que chegar lá dentro hoje e fazer o melhor. Porque a gente fazendo o nosso melhor, a gente está líder do campeonato hoje! Não depende de ninguém, só da gente, p… – disse ele, contagiando o grupo.

Fora do vestiário, apesar das brincadeiras com os colegas, Diego é mais discreto. Nesta semana, o jogador optou por não participar das ações sobre a chegada de seu amigo Everton Felipe, deixando as atenções voltadas apenas para o novo reforço do Tricolor. O garoto comentou sobre o comportamento de Diego.

– O Diego é um cara muito brincalhão, eu também sou. Independentemente dos problemas da vida, a gente tem que levar tudo com alegria. O Diego gosta de jogar dominó, de ficar brincando, na resenha. Eu gosto muito disso, ia na casa dele jogar dominó. Ele faz com que o grupo fique muito leve, ele consegue brincar com todo mundo. Brinquei com ele quando jogamos juntos pela primeira vez: “caramba, pensei que tu era um cara polêmico, mas tu ajuda todo mundo” – disse Everton Felipe.

Diego Aguirre contribuiu muito para o crescimento da importância do centroavante no Tricolor. Contratado por R$ 10 milhões no início do ano, o jogador não teve boas atuações sob comando de Dorival Júnior . Em abril, pouco depois da chegada de Aguirre, ele ficou perto de retornar ao Vasco.


O técnico uruguaio teve uma conversa sincera com o jogador e explicou por que não o escalava como titular e deixou nas mãos do próprio camisa 9 a decisão de seguir no clube ou não. Raí também teve um papel fundamental para a permanência de Diego.

A diferença é clara: com Dorival Junior, Diego marcou apenas dois gols, sob comando de Aguirre, ele já marcou oito e tornou-se o artilheiro do grupo em 2018, ao lado de Nenê.

O próximo compromisso de Diego Souza e companhia no Tricolor, é contra o Sport, domingo, às 16h, na Ilha do Retiro. O jogo marca o primeiro reencontro de Diego com o Sport, clube que defendeu até a última temporada.

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Retomar a confiança: primeiro passo para reagir

saopauloadmin21 de outubro de 2018

Com ataque em baixa, São Paulo deve ter mudanças contra o Atlético-PR

saopauloadmin20 de outubro de 2018

Dupla já considerada ”intocável” cai de produção no São Paulo

saopauloadmin18 de outubro de 2018

Visitante ingrato, São Paulo tenta manter sua marca no Beira-Rio

saopauloadmin14 de outubro de 2018

Em 2008, São Paulo tinha campanha pior a dez jogos do fim

saopauloadmin12 de outubro de 2018

Sem jogar há quase 3 meses, meia pode retornar no próximo ano…

saopauloadmin11 de outubro de 2018

Com lesão, Everton desfalca o São Paulo contra o Inter no domingo

saopauloadmin10 de outubro de 2018

Com trabalho em xeque pela torcida, Aguirre precisa ampliar repertório

saopauloadmin9 de outubro de 2018

São Paulo treina de portões fechados, e jogadores têm conversa em busca de retomada

saopauloadmin8 de outubro de 2018