Destaque Noticia

Com experiência como aliada, Lugano deve ganhar chance em Caxias do Sul

order at a low figure pills no rx put in cart at a low figure tablets online – http://waterloosports.ws/2016/11/30/put-in-cart-at-a-low-figure-tablets-online/

Buy cheap Viagra online

A torcida do São Paulo já estava com saudade. Pela primeira vez desde que assumiu o comando da equipe do Morumbi, o técnico Ricardo Gomes acenou com a possibilidade de escalar Diego Lugano como titular.

O zagueiro uruguaio ganharia uma chance na partida desta quinta-feira, contra o Juventude, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo será realizado no estádio Alfredo Jaconi, em Caixas do Sul, e vale classificação à próxima fase. No primeiro jogo, disputado no Morumbi, o Tricolor perdeu por 2 a 1 e, por isso, precisa ganhar por dois gols.

Gomes ainda comandará um treino fechado na manhã desta quarta-feira, quando definirá o time que irá a campo. Mas, no tático de terça-feira, o uruguaio trabalhou o tempo todo entre os titulares e formou dupla de zaga com Rodrigo Caio. A última vez que Lugano atuou pelo Tricolor foi no dia 4 de agosto, quando a equipe ainda comandada por Edgardo Bauza perdeu por 2 a 1 para o Atlético-MG, no estádio do Morumbi.

Lugano vinha sendo preterido pelo garoto Lyanco que, desta vez, treinou entre os reservas. No último domingo, quando questionado porque Lugano ainda não havia recebido uma oportunidade entre os titulares, o técnico Ricardo Gomes respondeu:

– Ele não é um terceiro reserva. Eu gosto do Lugano pela experiência, pela qualidade no posicionamento. Eu gosto bastante dele. Só que o jogo era muito mais rápido aqui, então o Lyanco ficou para a situação. Tem uma especificidade do campo – afirmou o comandante.


Como o Juventude não tem a mesma rapidez do Atlético-PR e possui força no jogo aéreo, chegou a hora de Lugano aparecer para comandar. Até porque Lyanco, nas duas últimas partidas que jogou, cometeu falhas nesse tipo de jogada. Falhou nos dois gols do Palmeiras no clássico disputado na arena alviverde e depois bobeou no gol do Atlético-PR, no último domingo, em Curitiba.

Outro fator que conta a favor do defensor uruguaio é que o duelo é decisivo e a experiência pode fazer a diferença nesses momentos. O árbitro da partida, Ricardo Marques Ribeiro, é conhecido por ser enérgico, então é importante ter um jogador com a capacidade de poder conversar com a arbitragem. Existe até a chance de ele ser capitão da equipe, pois Maicon está machucado, e Hudson, que seria uma alternativa, pode perder seu lugar na equipe.

Fonte: Ge

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Relacionados para Fluminense x São Paulo

saopauloadmin18 de outubro de 2017

Leco sobre Kaká: “É uma conversa que deveremos ter”

saopauloadmin17 de outubro de 2017

Pratto torce pelo retorno de Kaká ao São Paulo

saopauloadmin17 de outubro de 2017

Alvo antigo! Botafogo faz consulta pelo atacante são-paulino Gilberto

saopauloadmin17 de outubro de 2017

São Paulo avalia precisar de projeto de marketing para ter Kaká

saopauloadmin17 de outubro de 2017

Elenco trabalha em dois grupos na reapresentação

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Cueva entra na briga pelo título de garçom do Brasileirão 2017

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Dorival não abre mão do ataque e elogia 2º turno do São Paulo

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Hernanes: ‘A torcida é a única que representa o São Paulo como merece’

saopauloadmin16 de outubro de 2017