Destaque Noticia

Bauza rebate Rogério não é decisivo pelas pontas e discorda de Kardec

put in cart cheat drugs online – http://eka-finis-zega.mhs.narotama.ac.id/2016/11/30/put-in-cart-cheat-drugs-online/

Buy cheap Viagra online cheap pills

A vitória do São Paulo por 2 a 0 sobre o Mogi Mirim nesta terça-feira, no Pacaembu, ficou em segundo plano na entrevista coletiva do técnico Edgardo Bauza, após o confronto. O treinador teve de dar explicações sobre reclamações inpiduais de alguns atletas. Enquanto o atacante Rogério disse que não se sente bem jogando na armação, como voltou a fazer, o centroavante Alan Kardec reclamou de jogar pouco (ficou em campo por sete minutos) e que ainda não teve uma conversa com o comandante. Bauza deu outra versão.

“Eu converso, conversei com Rogério e ele disse o que queria. Com Kardec também conversei. Ele vai jogar em algum momento, como outros. Eu falo com os jogadores o que é necessário, depois o que tem de ter claro é que tem de mostrar em cada treinamento que estão prontos para jogar, e o melhor vai jogar. Não fico apegado ao nome, histórico, o que importa é a equipe”, declarou o comandante argentino.

Sobre Rogério, Bauza explicou o porquê de escalá-lo pelo meio, em função semelhante à desempenhada por Ganso. O atacante acabou marcando o primeiro gol do time, mas deixou claro seu desconforto por atuar ali. Mas, se depender de Bauza, ele não volta a jogar pelos lados, como gosta.

“Acredito que é a melhor posição que ele pode jogar. Ele jogou bastante por fora, vi ele jogar várias partidas do São Paulo com ele pelas pontas e não é desequilibrante, como pode ser como jogou hoje. Na segunda ponta, onde pode receber, tem muito bom chute de fora da área”, afirmou o treinador.

“É uma posição que ele não conhece, porque é atacante. O importante é que ele está aprendendo a jogar nessa posição e a equipe o ajuda como fez. Fez gol, participou de outras jogadas”, completou.


Sobre a partida, o técnico se disse satisfeito com a atuação do time e acredita que está evoluindo em busca de um padrão.

“Gostei, como no outro jogo, acho que voltamos a jogar bem. Controlamos a partida, o rival, tivemos chances, mas não fizemos no outro jogo. Saio satisfeito porque assumimos a liderança do grupo, e alguns jogadores melhoraram, gostei disso também”, declarou.

Fonte: uol

View Comments (1)

1 Comment

  1. Nelson de Deus Ferreira

    3 de março de 2016 at 17:43

    O importante é o sistema de jogo e o esquema tático somarem, para o time jogar cada vez melhor!
    Não adianta nda os jogadores ficarem debatendo com o prof, sem testarem antes a proposta e apresentarem um futebol criativo, já que de boas intenções o inferno tá cheio, e ser campeão é o sonho e todos os times, mas a realidade é que só um fica com o título, geralmente o que joga melhor!
    E pra isso tem que ser um time!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Elenco trabalha em dois grupos na reapresentação

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Cueva entra na briga pelo título de garçom do Brasileirão 2017

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Dorival não abre mão do ataque e elogia 2º turno do São Paulo

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Hernanes: ‘A torcida é a única que representa o São Paulo como merece’

saopauloadmin16 de outubro de 2017

Cueva pode desfalcar menos o São Paulo com novas datas do Peru

saopauloadmin15 de outubro de 2017

Petros revela noites em claro para jogar: “São Paulo acima de tudo”

saopauloadmin15 de outubro de 2017

Reforços de peso!

saopauloadmin11 de outubro de 2017

Atlético-MG x São Paulo: Dorival modifica time contra o Galo; veja provável escalação

saopauloadmin11 de outubro de 2017

Dorival quer Reinaldo de volta em 2018. São Paulo pensa em renovar

saopauloadmin11 de outubro de 2017