Destaque

Aguirre é o novo treinador do São Paulo até o final de 2018. Jardine será seu auxiliar

São Paulo e Diego Aguirre acertaram um acordo, e o uruguaio será o novo técnico do time. A negociação estava avançada e foi definida de sábado para domingo. Sem clube, o uruguaio foi uma opção mais viável financeiramente. Ele vai assinar contrato até dezembro de 2018. O vínculo não terá multa rescisória.

Diego Aguirre, inclusive, tem a intenção de ir ao Morumbi neste domingo, quando o Tricolor encara o RB Brasil pela última rodada da primeira fase do Paulista. Mas ele não pretende aparecer publicamente, pois não quer causar um desconforto com o interino André Jardine, responsável por comandar a equipe, classificada para enfrentar o São Caetano no mata-mata do estadual.

Aguirre foi o escolhido para substituir Dorival Júnior, demitido na sexta-feira após oito meses de trabalho.

No Uruguai o nome de Aguirre é especulado para assumir a seleção celeste depois da Copa do Mundo na Rússia, após o possível fim do ciclo de Óscar Tabárez, desde 2006 no cargo. O São Paulo tem ciência disso, mas mesmo assim escolheu o uruguaio.

O executivo de futebol Raí, o coordenador Ricardo Rocha e o superintendente de relações institucionais Lugano foram os grandes entusiastas da contratação de Diego Aguirre. Jogadores do Tricolor, inclusive, sabiam desde a última sexta-feira da contratação iminente.

Raí e Ricardo atuaram com Aguirre no São Paulo no início dos anos 90, e Lugano foi treinado por ele no Plaza Colonia, do Uruguai. Ou seja, reunir o quarteto no clube do Morumbi tem uma forte simbologia.

O técnico é adepto da filosofia de rodar o elenco e dar minutos de jogo para todos os atletas. Diego Aguirre considera inviável manter a intensidade necessária com o elevado número de partidas por ano e o desgaste causado pelos deslocamentos no futebol brasileiro.

Juan Figer, representante na época de Aguirre como jogador, tem bom trânsito com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e foi o responsável por conduzir as conversas com o Tricolor. Aguirre também é assessorado por Jorge Américo, que negociou a transferência do técnico com Internacional e Atlético-MG.

No São Paulo, Aguirre terá André Jardine como auxiliar fixo na comissão técnica. Ele foi informado do projeto do clube para o profissional e aceitou tê-lo ao seu lado.

Desde 2015, o São Paulo não fica mais de um ano com o mesmo treinador – foram seis, além de três interinos.

Currículo
Nascido em Montevidéu, Diego Vicente Aguirre Camblor, de 52 anos, iniciou a carreira de técnico em 2002. O último clube que dirigiu foi o San Lorenzo, da Argentina, de onde saiu em setembro após ser eliminado nas quartas de final da Libertadores, pelo Lanús.

No Brasil, o uruguaio comandou o Internacional, em 2015 (a equipe foi semifinalista da Libertadores, e o Atlético-MG (o time caiu nas quartas de final da Libertadores para o próprio São Paulo), em 2016.


Aguirre também foi jogador profissional de 1985 a 1999. No início dos anos 90, foi atacante do próprio São Paulo, onde chegou a atuar ao lado de Raí, atual diretor executivo de futebol do clube, e Ricardo Rocha, coordenador.

Foi no Peñarol que Aguirre teve mais destaque na carreira, tanto como jogador quanto como técnico. Foi dele o gol do último dos cinco títulos do time uruguaio na Libertadores de 1987, contra o América de Cali. Já no banco, em 2001, levou a equipe à final da competição continental, perdida para o Santos de Neymar.

Fonte: GE

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mais em Destaque

Equatoriano João Rojas reforça o Tricolor

saopauloadmin24 de junho de 2018

Lugano busca reforços mas afirma: “Não adianta enganar a torcida”

saopauloadmin22 de junho de 2018

Everton: o ‘aditivo’ que faltava ao motor Tricolor

saopauloadmin20 de junho de 2018

Reforço? Após empresário anunciar proposta oficial por Rômulo, jogador posta foto no CT do São Paulo

saopauloadmin20 de junho de 2018

No melhor momento neste retorno, Hudson faz balanço e exalta Tricolor

saopauloadmin18 de junho de 2018

O que mudou no São Paulo comandado por Aguirre

saopauloadmin15 de junho de 2018

Em boa fase, Everton se torna fundamental no ataque do Tricolor

saopauloadmin14 de junho de 2018

Sonho do Vasco, Alex Teixeira pode reforçar o São Paulo, diz Diário Carioca

saopauloadmin14 de junho de 2018

Com ‘Puskas’ de Nene, Tricolor bate o Vitória e garante G4 antes da Copa

saopauloadmin13 de junho de 2018