Noticias

“Nunca esquecerei o São Paulo”

Sábado (2), 15h34, no CT da Barra Funda. Após o último ajuste do técnico Dorival Júnior para a rodada de encerramento do Campeonato Brasileiro, diante do Bahia, Lugano atendeu pacientemente todos os torcedores que acompanharam a atividade, almoçou e foi para o vestiário.

Sozinho – observado apenas pelas lentes do clube, que se posicionaram discretamente em um canto -, o uruguaio recolheu os seus pertences, sentou e durante alguns minutos ficou pensativo no local onde tantas vezes se preparou para defender o Tricolor.

Sem pressa, o zagueiro parecia querer aproveitar cada momento no CT da Barra Funda antes de seguir para o quarto e iniciar a concentração para o duelo do último domingo (3), que marcou a sua despedida como atleta do São Paulo.

Após este momento reflexivo, calmamente, Lugano esvaziou o seu armário, recolheu todos os pertences, levantou e se dirigiu à porta de saída do vestiário. Antes de sair, deu uma última ‘encarada’ no quadro com o time posado no Mundial de 2005, no Japão. O olhar, porém, ao contrário dos que já intimidaram muitos adversários, foi diferente: transmitia um sentimento de orgulho e paixão.

Já no domingo (3), quando a delegação chegou ao Morumbi, Lugano revelou: “Foi difícil dormir essa noite, difícil concentrar. Impressionante o carinho que recebi da torcida e de todos envolvidos com o clube. Guardarei com carinho todos os momentos que vivi no São Paulo. Foi tão intenso o que vivi aqui”, disse o camisa 5, que estará eternamente marcado no Tricolor.


“Não sei se consegui deixar a marca que sempre sonhei. A pergunta deve ser feita ao entorno do São Paulo. Sigo com paz interior, tranquilidade e alegria por ter dado tudo o que podia ao São Paulo, por ter recebido coisas do clube que nunca sonhei, principalmente das pessoas. Nunca esquecerei o São Paulo”, afirmou o uruguaio, que completou.

“Sou o cara mais grato do mundo nesses 15 anos de relacionamento com o São Paulo. Sou o cara mais feliz do mundo pela intensidade das vitórias e derrotas, sempre com dedicação. Vivi sensações que encheram a minha vida. Os últimos meses aqui foram tão lindos e intensos que não deu para pensar sobre mim. E nem quis. Queria me dedicar inteiramente ao momento”, finalizou.

Pelo Tricolor, Lugano disputou 213 jogos, sendo 195 como titular. Neste período, somando as duas passagens, foram 110 vitórias, 51 empates e 52 derrotas. A vitoriosa trajetória do zagueiro pelo clube contou com as memoráveis conquistas da Libertadores e do Mundial, ambos em 2005, além do Campeonato Paulista (2005), do Campeonato Brasileiro (2006) e da Florida Cup (2017).

Jamais será esquecido, Lugano!

Fonte: SiteOficial

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Mais em Noticias

Elenco agradece Aguirre e dá as boas-vindas a Jardine no São Paulo

saopauloadmin14 de novembro de 2018

Com 10 anos de atraso, Estação São Paulo Morumbi foi inaugurada hoje!

saopauloadmin27 de outubro de 2018

Em 2008, São Paulo tinha campanha pior a dez jogos do fim

saopauloadmin12 de outubro de 2018

Ídolo do São Paulo faz proposta ousada pro Governo Federal

saopauloadmin27 de setembro de 2018

Conmebol confirma Morumbi como sede da abertura da Copa América

saopauloadmin19 de setembro de 2018

Aguirre vê São Paulo sair do clássico no lucro: “Poderíamos ter perdido”

saopauloadmin17 de setembro de 2018

Não será a 1ª vez do Morumbi! Relembre estádios brasileiros que já foram sede da Copa América

saopauloadmin14 de setembro de 2018

Provável retorno de Everton pode ajudar São Paulo a melhorar desempenho ofensivo; veja os números

saopauloadmin11 de setembro de 2018

O Morumbi estará na Copa América de 2019?

saopauloadmin17 de agosto de 2018